Posição invertida na amamentação: o que é? Faz bem?

Posição invertida na amamentação

Você já testou a posição invertida na amamentação? Para muitas mamães, esta é uma das melhores melhores maneiras de alimentar o bebê.

Importante para a saúde do recém-nascido e a criação de vínculos, a amamentação nem sempre é um período fácil. Na verdade, para muitas mulheres, é uma fase repleta de desafios e aprendizados.

Por isso, o que faz bem para uma mamãe e seu bebê nem sempre funciona bem para todos. E aqui incluímos a posição invertida na amamentação, que foge à posição clássica de segurar o bebê sobre o abdômen.

O que é a posição invertida na amamentação?

Na posição invertida, o bebê fica posicionado ao lado do corpo, passando por baixo do braço e apoiado na costela da mãe.

Para sustentar a cabecinha do bebê, é só colocar a mão aberta embaixo. Com a outra mão, algumas mamães gostam de apoiar a mama fazendo um “C” com os dedos.

A vantagem desta posição é que a mamãe fica com o corpo e um dos braços livres para outra atividade, já que o bebê não está deitado na transversal sobre sua barriga.

Amamentação invertidade
Fonte: Pixabay

Além disso, a posição invertida também é ótima para mamães de gêmeos que precisam amamentar os dois bebês ao mesmo tempo.

Posição invertida na amamentação faz bem?

Por ser uma maneira de amamentar diferente da tradicional, a posição invertida provoca algumas dúvidas e receios.

Afinal, será que é bom amamentar deste jeito? A resposta é: depende. Para algumas mamães, é ótimo. Enquanto isso, para outras, pode ser desconfortável.

Então, tudo depende de autoconhecimento e adaptação. Encontrar a melhor posição para amamentar não tem fórmula mágica, vai muito da forma como você e seu bebê se acertam.

O que se observa é que a posição invertida pode ser mais confortável para mulheres com seios muito cheios e volumosos, porque facilita que a mãe apoie a mama, evitando que o peso comprometa a pega do bebê.

Também é recomendada para quem teve parto por cesárea e está se recuperando da cirurgia, já que, dessa forma, não corre o risco de o bebê pressionar o abdômen e prejudicar a cicatrização.

Além disso, alguns recém-nascidos e prematuros podem ter mais facilidade de fazer a pega desse jeito.

Uma outra vantagem da posição invertida na amamentação é aliviar pontos de atrito no mamilo proporcionando alivio imediato para as dores. Em caso de lesão mamilar, além de alterar a posição do bebê, também indicamos o uso dessa rosquinha de amamentação para proteger o seio dentro do sutiã.

Por fim, é importante lembrar que o esvaziamento da mama sempre acontece de forma mais efetiva no lado em que o queixo do bebê está virado. Então, a posição invertida é boa para esvaziar os quadrantes externos da mama, que com frequência acumulam leite e muitas vezes ficam enrijecidos — causando incômodo na mãe.

Dicas para a posição invertida na amamentação

É normal ter alguma dificuldade com a posição invertida no início da amamentação, até conseguir ajustar seu ritmo e do bebê.

Aqui vão algumas dicas para que você e o pequeno fiquem mais confortáveis:

  1. Sente-se apoiando as costas em um travesseiro e deixe pernas e braços relaxados.
  2. Use outro travesseiro ou uma almofada de amamentação bem firme no colo para facilitar o apoio do bebê.
  3. Ajuste a posição do corpo do pequeno. Orelha, ombro e quadril deve ficar alinhados com seu seio.
  4. Para aproximar o bebê à mama e facilitar a pega, empurre gentilmente o corpo dele, apoiando sua mão nas costas/nuca. Deixa a cabeça livre para se movimentar, de forma que o próprio bebê ajuste a inclinação ideal, que irá facilitar a respiração durante a mamada.
  5. Se o bebê estiver com dificuldade de mamar, verifique sua mão. Você pode segurar sua auréola fazendo um movimento de pinça com a mão em C. Evite o movimento de tesoura, utilizando o indicador e dedo médio, pois este movimento pode bloquear os dutos e atrapalhar a passagem do leite.

Por fim, e se você perceber que o bebê não quer mamar, investigue as possíveis causas e procure ajuda profissional.

A posição invertida na amamentação pode ser a melhor escolha para algumas mamães, mas vale ressaltar que não há regras definidas no universo da maternidade. 🙂

Saiba também o que é colostro e a importância da “primeira vacina” do bebê!

Cupom de desconto para Slings de bebês

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima