Newsletter

Dermatites em bebês: entenda e saiba como tratar

Com um novo bebê em casa chegam novas preocupações, e uma delas é sobre as dermatites. Estamos acostumados a ouvir sobre assaduras e picadas de insetos que podem prejudicar a pele dos novos integrantes da família, mas você sabe como identificar uma dermatite mais grave?

Quer saber mais sobre dermatites em bebês? Como identificá-las, tratá-las e aprender a evitá-las? Continue lendo este material criado especialmente para você!

O que é dermatite?

Ela é uma inflamação da pele que pode causar vermelhidão, coceira, pequenas bolhas, descamação e, em alguns casos, pode haver ardência e queimação. A dermatite ou eczema pode aparecer em qualquer área do corpo e em qualquer idade, mas em bebês é comum que elas ocorram devido ao contato da fralda com a pele.

Existem alguns tipos de dermatites mais comuns que podem aparecer nos bebês, são elas: atópica, seborreica e irritativa e alérgica. Vamos conhecer melhor cada uma abaixo:

Tipos de dermatites em bebês

  • Dermatite atópica: normalmente de fundo genético, este tipo de dermatite pode ser mais complexa para se tratar por possuir diversos graus, desde o leve até o intenso. Ela ocorre por falta de proteção da pele e da deficiência de lipídios ou gorduras. Bebês com dermatite atópica costumam ter a derme ainda mais sensível do que as das outras crianças, apresentando muitas incidências de ressecamento, coceiras intensas e lesões da pele.
  • Dermatite seborreica: ela pode surgir logo após o nascimento, em regiões como o couro cabeludo, axilas, virilha e sobrancelhas. A dermatite seborreica também é conhecida como crosta láctea e se dá pelo aumento de oleosidade nas glândulas da derme somado ao acúmulo de células mortas.
  • Dermatite de contato irritativa: também conhecida como dermatite de fralda, ela é uma disfunção causada pelo contato da pele do bebê com substâncias da fralda ou ainda produtos químicos. Esse tipo de dermatite normalmente se apresenta logo no primeiro contato com o causador da irritação, manifestando uma reação imediata e os sintomas ficam contidos apenas no local de contato.
  • Dermatite de contato alérgica: os sintomas desta dermatite podem se manifestar a médio e longo prazo após o primeiro contato. Acontece quando alguma substância sintética e de uso diário desencadeia uma reação imunológica do bebê.

Como identificar a dermatite

Para identificar a dermatite é simples, basta ficar atento a alguns sintomas comuns:

  • Manchas vermelhas que descamam;
  • Pequenas bolhas vermelhas que coçam;
  • Choro e irritação frequente.

É comum que essas irritações ocorram em locais do corpo com dobras de pele ou que estão em contato frequente com roupa, alguns exemplos são: bumbum, pescoço, região íntima e punhos. Lembre-se de, assim que identificar uma dermatite grave em seu bebê, procurar por um médico pediatra para seguir com tratamento adequado.

Como tratar a dermatite em bebês?

Nem todas as dermatites em bebês são graves. Por exemplo, há as assaduras, que podem ser controladas com pomadas. Na maior parte dos casos ela desaparece em até 4 semanas. Mas para que o incômodo seja menor para o bebê, procure deixar o local sempre limpo e seco.

Outra opção é colocar um creme hidratante ou com zinco após o banho, mas é importante esperar que a pele seque, antes de a cobrir. Caso não passe apenas com estes cuidados, vá a seu pediatra e peça por alguma pomada específica para dermatites ou remédio para acabar com a inflamação.

É muito importante que o uso de medicamentos seja acompanhado e prescrito por um profissional da saúde. 

O que fazer para evitar a dermatite

Para evitar qualquer problema, a melhor maneira é sempre a prevenção, por isso, sempre mantenha a pele do bebê limpa e seca. Alguns outros cuidados que você pode ter são:

  • Trocar roupas molhadas rapidamente;
  • Trocar fraldas sujas rapidamente;
  • Cortar as etiquetas de roupas;
  • Dar preferência para roupas de algodão;
  • Trocar acessórios de plástico por borracha;
  • Passar cremes com zinco na região íntima, para evitar umidade;
  • Utilizar produtos que são próprios para a pele do bebê;
  • Sempre ler as etiquetas e rótulos dos produtos do seu bebê;
  • Trocar fraldas descartáveis por fraldas ecológicas de pano.

Viu como pode ser fácil manter as dermatites em bebês sob controle? Não se esqueça de sempre procurar ajuda profissional!

Comente aqui em baixo o que achou, compartilhe com os amigos e continue acompanhando nosso blog!

Deixe sua dúvida que a gente te ajuda

Your email address will not be published. Required fields are marked *

×