Refluxo em recém-nascido: por que acontece e como evitar

Mãe acalmando recém-nascido

O seu bebê acaba de se alimentar e em poucos instantes já está pondo todo o leite para fora? Isso se chama refluxo gastroesofágico, que faz com que o alimento ingerido volte do estômago para o esôfago.

O refluxo é comum entre os recém-nascidos, porém existem alguns cuidados que você pode ter para que essa condição seja evitada ou amenizada.

Por isso, hoje trouxemos as dúvidas mais comuns entre as mamães e papais sobre refluxo em recém-nascido, para que você consiga lidar com mais tranquilidade com os sintomas do refluxo e garantir o bem-estar do seu bebê.

O que é refluxo? Ele é normal em recém-nascidos?

O refluxo nada mais é que o movimento do alimento do estômago de volta para o esôfago. Isso pode acontecer com qualquer pessoa e em qualquer período da vida. Porém, é mais comum em bebês e idosos.

O refluxo em bebês acaba gerando vômitos, possíveis náuseas ou irritações, já que o sistema digestivo dos recém-nascidos ainda está em processo de formação.

O que causa o refluxo em recém-nascido?

Além do sistema digestivo do bebê ainda não estar bem desenvolvido, o tipo de alimentação e posição do bebê também ocasionam o refluxo.

O bebê deve se alimentar apenas de leite até os seis meses de idade. Por isso, é natural que beba muito líquido e fique a maior parte do tempo deitado, tendo mais chances de ter refluxos.

A maioria das crises de refluxo ocorre junto a três principais fatores:

  • logo após amamentar;
  • quando o alimento ainda não foi digerido;
  • durante o sono do bebê, tanto ao dia quanto a noite.

Além destes, se o seu bebê se movimenta muito, isso também pode favorecer o refluxo.

Existe alguma forma de controlar ou amenizar o refluxo?

Apesar de ser um quadro comum entre os recém-nascidos, a boa notícia é que existem alguns cuidados que podem amenizar o desconforto do seu bebê.

O primeiro cuidado que você deve ter é em relação à posição do bebê na hora de ser amamentado. O ideal é deixá-lo na posição vertical e não exagerar na quantidade de leite que será ingerido, fazendo intervalos entre as mamadas.

Tire as suas dúvidas sobre qual é a melhor posição para amamentar o seu bebê.

Além disso, é fundamental deixá-lo nessa posição por pelo menos 20 minutos e durante esse tempo fazê-lo arrotar, para que o leite possa descer e facilitar a digestão do pequeno.

Na hora de dormir também é importante manter o bebê na vertical e de barriga para cima. Para isso, você pode contar com acessórios para o berço ou com acessórios para mantê-lo próximo ao seu corpo quando estiver sentado ou em pé.

Nesse caso, o Sling é uma ótima escolha!

Esse acessório faz com que você fique com o corpinho do bebê próximo ao seu, deixando-o confortável na hora da mamada.

O sling para recém-nascido deixa o bebê na posição vertical, permitindo que não apenas amamente sem a possibilidade de refluxos, mas também durma com tranquilidade.

É certo que o refluxo gastroesofágico ocorrerá em algum momento durante a vida dos recém-nascidos, porém é possível amenizar os incômodos dessa situação e proporcionar o bem-estar dos pequenos.

O babador bandana é outro item ótimo para apostar nessa fase, já que preserva a roupa e o peito do bebê sequinhos por mais tempo e ainda confere um charme extra ao look!

Fique alerta!

Em alguns casos de refluxo em recém-nascidos, o problema é patológico — ou seja, prejudica a saúde do bebê e não melhora espontaneamente.

Nesse caso, o bebê deve ser diagnosticado e medicado pelo pediatra.

Esperamos que as nossas dicas tenham sido úteis para te auxiliar nesses momentos. Até a próxima!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima