O que é a crosta láctea em bebês? Devo me preocupar?

Crosta láctea

A formação da crosta láctea acontece com frequência em bebês pequenos, porém tem uma aparência que incomoda bastante os pais.

Ela se caracteriza pela formação de uma crosta branca ou amarelada no couro cabeludo no formato de escamas ou flocos, e pode provocar a queda dos cabelos. Entretanto, não há motivos para se preocupar, basta tomar alguns cuidados. Saiba mais sobre o assunto!

O que é a crosta láctea?

A crosta láctea, também conhecida como dermatite seborréica, é a descamação do couro cabeludo dos bebês, confundida frequentemente com eczema e caspa.

Essa crosta pode aparecer em outras regiões como virilha, rosto, orelhas, nariz e pálpebras. Não é contagiosa, não provoca dor e nem coceira.

O que provoca a formação da crosta láctea?

Não se sabe ao certo as causas da crosta láctea, mas seu surgimento não está relacionado a más condições de higiene ou alergias.

Uma das hipóteses consideradas é a alta concentração de hormônios da mãe no corpo do bebê depois do nascimento, o que provoca um aumento da produção de oleosidade na pele, acumulando células mortas. Outra possível causa é o crescimento excessivo de um fungo que vive na pele.

Como prevenir a formação da crosta láctea?

Alguns cuidados podem ajudar a evitar o problema, como lavagens diárias da cabeça da criança com um shampoo bem suave e a escovação dos cabelos com uma escova de cerdas macias e limpas própria para o uso em recém-nascidos.

A crosta tende a agravar com o tempo quente e a transpiração, por isso, seque bem a pele do bebê após o banho e evite exagerar na hora de vesti-lo.

Como eliminar a crosta láctea?

Os pais não devem tentar remover as casquinhas com as unhas, porque pode machucar o bebê. Para essa limpeza, podem ser usados alguns produtos, como óleo específico ou de origem vegetal, aplicado com algodão.

Faça uma massagem leve com o algodão embebido em óleo para amolecer as casquinhas. Depois, dê um banho no bebê, usando shampoo e sabonete suaves, próprios para uso infantil, e enxágue bem.

Penteie delicadamente com uma escova de cerdas muito macias para retirar resquícios que possam ter ficado nos cabelos da criança.

Quando procurar o pediatra?

A crosta láctea geralmente costuma desaparecer com o crescimento do bebê, durando apenas alguns meses.

Porém, se você perceber que a aparência está piorando, que as crostas estão se espalhando pelo corpo ou sinais de infecção (como vermelhidão), procure um médico.

Ele poderá fazer exames para entender o grau do problema e receitar medicamentos específicos para o tratamento, que podem conter anti-fúngicos ou outra substância necessária.

Evite soluções caseiras ou remédios que você não conheça. É sempre melhor contar com a orientação de um pediatra, principalmente quando se trata da pele sensível do bebê.

Conclusão

Então, na maioria das vezes, não é necessário ficar preocupado. A crosta láctea é comum e o bebê só precisa de cuidados para se livrar do problema. Mantenha-o limpo e saudável e tudo ficará bem!

Veja também: O que é a mancha mongólica? É normal? Tire suas dúvidas aqui no blog da Panno Sling!

Cupom de desconto para Slings de bebês

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima