Newsletter

Você sabe qual a importância do pré-natal?

Aliando expectativa e preocupações, a descoberta da gravidez traz consigo um turbilhão de emoções. Junto a tudo isso, surgem também muitas dúvidas, ainda mais para as mamães de primeira viagem. E é completamente natural! Por isso, saber qual a importância do pré-natal é fundamental.

Mas, o que é o pré-natal? Por que fazer esse acompanhamento? Ele é positivo para o bebê? Se você quer saber a resposta para todas essas perguntas, continue acompanhando o artigo!

O que é o pré-natal?

O pré-natal é o acompanhamento que as mamães precisam fazer durante a gestação. Ele deve começar assim que acontecer a descoberta da gravidez, pois não se trata de uma ou duas análises clínicas.

Na verdade, o pré-natal é composto por uma série de consultas e exames que devem ser feitos até a chegada do parto. De acordo com o Ministério da Saúde, é preciso realizar ao menos seis consultas durante o processo.

Logo na primeira consulta, a equipe médica deve solicitar, entre outros, os seguintes exames:

  • Ultrassonografia obstétrica para verificar a idade gestacional;
  • Hemograma;
  • Tipagem sanguínea e fator Rh;
  • Glicemia de jejum;
  • Teste rápido de triagem para sífilis e/ou VDRL/RPR;
  • Teste rápido diagnóstico anti-HIV;
  • Toxoplasmose IgM e IgG;
  • Sorologia para hepatite B;
  • Exame de urina e urocultura.

Após o nascimento do bebê, o pré-natal dá espaço ao acompanhamento puerperal.

Por que é importante fazer esse acompanhamento?

A importância do pré-natal está na garantia da saúde da mãe e do bebê. Com esse acompanhamento, é possível detectar precocemente doenças e demais patologias, permitindo o tratamento desde o primeiro momento.

Além disso, o pré-natal também ajuda a prevenir o surgimento de doenças por identificá-las logo nos primeiros sinais. Hipertensão, diabetes e doenças no coração são algumas das enfermidades que o pré-natal pode auxiliar a evitar.

Precisa pagar para fazer o pré-natal?

A realização do pré-natal é essencial para a saúde pública. Por isso, fazer o devido acompanhamento é incentivado pelas autoridades.

Para ser efetivo e alcançar todas as gestantes, o pré-natal é disponibilizado na rede pública. Ou seja, não precisa pagar para fazer o pré-natal e ele é oferecido pelo Sistema Único de Saúde, o SUS.

No caso do SUS, todas as informações do pré-natal devem ser anotadas no cartão da gestante. Aliás, esse é um documento que deve andar com ela durante toda a gestação, tal qual um documento de identificação.

Porém, ainda há a possibilidade de realizar o pré-natal de maneira privada, ou seja, por convênio médico ou atendimento particular. Nesses casos, é ideal que a equipe do pré-natal seja a mesma que acompanhe a mãe na hora do parto.

Como se preparar para receber o bebê em casa?

Depois de fazer todo o devido acompanhamento médico, chegou a hora de preparar a casa para receber o bebê. Para isso, é fundamental saber quais são todos os principais cuidados com o recém nascido.

Você também deve lembrar dos itens que são indispensáveis para os primeiros dias de vida dos bebês. Mas, preparar a listinha com tudo o que precisa não é muito fácil. Para ajudar você, separamos o que é mais importante ter em casa. Confira:

Agora que você já compreendeu toda a importância do pré-natal e também o que é preciso ter em casa para receber o bebê depois do nascimento, chegou a hora de colocar em prática o que vimos no artigo. Por isso, não espere! Faça o seu pré-natal e comece o enxoval logo!

Deixe sua dúvida que a gente te ajuda

Your email address will not be published. Required fields are marked *

×